Carta aos Parceiros do Qualitas

Para dar importância ao melhoramento genético é preciso ficar maravilhado com os
infinitos desafios que o melhoramento permitiu e permitirá que os animais superem.
2022 foi um ano que nos deixou maravilhado com o que o melhoramento genético
permitiu que os animais participantes do Qualitas atingissem.
Notícias como:
“O boitel que enviei os animais para terminar no confinamento diminuiu o valor
cobrado pela diária porque os bois comeram bem menos do que o previsto. Nilson
Michels – Faz. Mata Verde.”
“A cabeceira dos machos do Projeto Oroitê-Capivara Nelore Qualitas 100% Provado,
100% filhos de touros Teste de Progênie do Qualitas, que desmamaram com média de
224 Kg em junho de 2021, atingiram 501 Kg em maio de 2022, após serem recriados por
120 dias no confinamento com um custo diário de R$ 7,55, e depois foram colocados à
pasto por 60 dias e suplementados com 0,5% do Peso Vivo com um custo diário de R$
3,44 e mais 123 dias suplementados com 0,7% do Peso Vivo custando R$ 5,35 por dia.
Os pastos foram adubados custando mais R$ 208,78 por cabeça. Em 355 dias houve um desembolso de R$ 1.979,23 por animal. Que resulta em um custo por @ de R$ 200,32,
considerando um rendimento de carcaça de 53,5%. Dados fornecidos pelo Wagner,
gerente da Faz. Aymoré.”
“Tivemos 61,84% de prenhez (47 de 74 vacas) na 1ª IATF do lote 1 de primíparas super
precoces e 71,11% de prenhez (32 de 45 vacas) na 1ª IATF do lote 2 de primíparas super
precoces. Média de 66,38% de prenhez. José Henrique – Faz. Capivara.”
“Tivemos 83,02% de prenhez (44 de 53 vacas) na 1ª IATF das secundíparas super
precoces e 80,38% de prenhez (127 de 158 vacas) na 1ª IATF das multíparas. E 55,22%
de prenhez (74 de 134 bezerras) na 1ª IATF de bezerras de 13 meses. Guilherme Pontieri
– Agropontieri.”
“Este ano concluímos a estação de monta com 44 dias. Guilherme Pontieri –
Agropontieri.”
“Este ano concluímos a estação de monta com 50 dias. Nilson Michels – Faz. Mata
Verde.”
E vários outros depoimentos de Parceiros que conseguirão reduzir a estação de monta,
concluindo até o final de janeiro de 2023.
E por que devemos realmente ficar maravilhados com esses resultados. Por que, todos
esses exemplos comprovam que a genética selecionada no Qualitas está superando
todos as metas que definimos ao sugerir o Sistema Qualitas de Produção em 2012 – 20@
com 20 meses, que eram:
Estação de monta de 70 dias.
Emprenhar a bezerras aos 14 meses.
Abater os animais com 20@ aos 20 meses à pasto com suplementação.
E como consequência ter pelo menos R$ 1.000,00 de lucro por ha por safra.
Hoje o Sistema Qualitas de Produção evoluiu para 18@ com 18 meses e uma Estação de
Monta de 50 dias – 24 de outubro a 13 de dezembro. Com todos os animais nascendo
em agosto e setembro.


A Capivara e a Agropontieri comprovaram que com os resultados de prenhez alcançados
nas 1ª IATFs será possível uma estação de monta ainda menor, com 30 dias, utilizando
somente uma IATF e emprenhando as matrizes que ficaram vazias com mais uma
inseminação com observação de cio ou só um repasse com touros. O que resultará em
75% dos bezerros nascendo em agosto e 25% nos primeiros 10 dias de setembro.
E esse será só um passo para uma estação de monta que terá somente 7 dias com
apenas 1 IATF. E teremos somente os melhores bezerros, pois todos nascerão em
agosto. Isso será espetacular!!!

Temos convicção que atingiremos esses objetivos por que somos focados em selecionar
animais que evoluem geneticamente de maneira equilibrada:

  • aumentando gradualmente a performance em ganho de peso (peso de desmama e
    ganho após a desmama);
  • reduzindo os custos ao identificar e multiplicar animais que comem menos e ganham
    mais peso;
  • não abrindo concessões para fertilidade, sendo rigorosos na conformação dos
    testículos dos machos e descartando sumariamente as fêmeas vazias após a estação de
    monta;
  • descartando animais fora do padrão Qualitas, definido pelas 18 características
    avaliadas visualmente por nossos técnicos. Isso está diretamente correlacionado ao
    sucesso na prenhez das bezerras aos 13 meses, pois valorizamos animais de altura
    moderada e com muita profundidade de costelas e acabamento de gordura.
    Essas regras nos trouxeram até aqui e comprovaram que se continuarmos a segui-las
    atingiremos objetivos ainda mais audaciosos. E isso nos faz ficar maravilhados.
    A grande força do Qualitas é termos um Sistema de Seleção alinhado a um Sistema de
    Produção que tem garantido a sustentabilidade na atividade. Esses dois Sistemas, desde
    suas criações, nunca deram prejuízo para quem os seguiram. Ao contrário eles têm
    permitido que nossos Parceiros estejam entre os empresários que atingem as maiores
    lucratividades na atividade.
    A partir do segundo semestre de 2022 vimos se materializar o início do Ciclo de Baixa na
    pecuária de corte, com preços dos bezerros mais baixos, maior quantidade de matrizes
    sendo abatidas e, consequentemente menores preços para @ do boi. Sem contar com
    a dificuldade de se vender bois para as indústrias por falta de escala de abate.
    E como ficaremos no Qualitas em 2023?
    No Sistema Qualitas de Produção, os machos que serão abatidos estão, agora, no auge
    da performance, consumindo 0,7% do peso vivo de concentrado à pasto com cerca de
    400 Kg e serão abatidos no início de abril com um custo por @ produzida de R$ 200,00
    (já considerando recria em confinamento e adubação de pasto). E, provavelmente, sem
    problemas com escala de abate.
    As novilhas vazias já estarão disponíveis para comercialização a partir de fevereiro.
    Os bezerros serão desmamados no início de abril e as vacas vazias poderão ser abatidas
    à pasto até o final de junho.
    E todas essas metas são mais facilmente atingidas quanto mais bezerros nascerem em
    agosto. Portanto, a estação de monta é o que mais define o que acontecerá com o seu
    rebanho daqui a 3 anos. Como estará o seu negócio em 2025, foi plantado no final de
  1. E o sucesso da estação de monta de 2023 começará com a data em que você
    retirar os bezerros de suas mães no primeiro semestre. Quanto mais cedo os bezerros
    forem desmamados, melhores serão os bezerros que nascerão e melhores serão as
    taxas de prenhez da próxima estação de monta.
    Continuem com o foco na redução da estação de monta, é a atitude que mais impacto
    causará no resultado do seu negócio.
    O Ciclo de Baixa sempre aconteceu e com certeza nós do Qualitas estamos cada vez mais
    bem preparados para atravessá-lo. E enquanto, muita gente estará sofrendo, este será
    o momento adequado de aumentar os estoques de gado e capturar os lucros do
    próximo Ciclo de Alta.
    Para concluir esta carta traduzimos dicas de James Clear, autor de Hábitos Atômicos
    (recomendamos a leitura à todos). Ele discorre sobre Metas e Sistemas.
    “Esqueça sobre definir metas. Ao invés foque nisso:
    As metas são completamente inúteis?
    É claro que não. Metas são boas para definir uma direção, mas os sistemas são melhores
    para progredir.
    Por exemplo: A meta em qualquer esporte é terminar com a melhor pontuação, mas
    seria ridículo passar todo o jogo olhando para o placar. A única maneira de realmente
    vencer é melhorando a cada dia.
    Vários problemas surgem quando você gasta muito tempo pensando sobre as metas e
    tempo insuficiente desenhando sistemas.
    Problema 1 – Vencedores e perdedores têm as mesmas metas.
    A definição de metas sofre um caso único de viés de sobrevivência. Nós nos
    concentramos nas pessoas que terminam vencedoras – os sobreviventes – e assumimos
    erroneamente que metas ambiciosas os levaram ao sucesso enquanto negligenciamos
    todos que tinham o mesmo objetivo mas fracassaram.
    Todo atleta olímpico almeja a medalha de ouro. Todo candidato quer o emprego.
    E se os bem e os mal sucedidos têm as mesmas metas, então a meta não é o que
    diferencia os vencedores dos perdedores.
    Problema 2 – Atingir uma meta é só uma mudança momentânea

    Imagine que você tem um quarto bagunçado e você coloca uma meta para organizá-lo.
    Se você o arrumar terá um quarto organizado – por enquanto. Mas se você continuar
    com os mesmos hábitos que levaram a bagunça ao quarto, logo você estará olhando
    para uma nova pilha de bagunça. Você terá os mesmos resultados porque você não
    alterou o sistema que levou à bagunça.
    Nós pensamos que devemos mudar nossos resultados, mas os resultados não são o
    problema. O que realmente precisamos mudar são os sistemas que causam aqueles
    resultados. Quando você soluciona o problema no resultado, você só soluciona
    momentaneamente. Para realmente melhorar, você precisa resolver os problemas a
    nível de sistemas. Conserte as entradas que as saídas serão consertadas.
    Problema 3 – Metas restringem a sua felicidade
    A noção implícita em qualquer meta é: quando eu atingir minha meta, aí estarei feliz.
    Você está continuamente colocando a felicidade de lado até atingir o próximo feito.
    Uma mentalidade focada no sistema proporciona o antídoto. Quando você se apaixona
    com o processo ao invés do resultado, você não precisa esperar para se permitir ser
    feliz.
    Você pode ficar satisfeito em qualquer momento em que o seu sistema está em ação. E
    um sistema pode ser bem sucedido em várias formas diferentes, não somente na
    primeira que você visualiza.
    Problema 4 – Metas estão em desacordo com a melhoria contínua
    Por último, uma mente orientada para metas pode criar um efeito ioiô. Muitos
    corredores treinam duro por meses, mas assim que eles cruzam a linha de chegada, eles
    param de treinar. A corrida não está mais lá para motivá-los. Quando todo o trabalho
    duro está focado em uma meta particular, o que resta para te empurrar pra frente
    depois que você à atinge?
    O objetivo de definir metas é ganhar o jogo. O objetivo de construir sistemas é continuar
    sempre jogando. Pensamento de longo prazo verdadeiro é pensar menos em metas.
    Não é sobre conquistar uma única coisa. É sobre o interminável ciclo de refinamento e
    melhoria contínua.
    Se apaixone por sistemas
    Nada disso é pra dizer que as metas são inúteis. Entretanto, eu conclui que as metas são
    boas pra planejar o seu progresso e os sistemas são bons para realmente progredir.
    Metas podem dar a direção e até motivar no curto prazo, mas eventualmente um
    sistema bem delineado sempre vencerá. O que importa é ter um sistema. O
    compromisso com o processo é que faz a diferença.”

    Outro autor que cita os sistemas de uma maneira mais abrangente é Jordan B. Peterson
    autor de 12 Regras para a Vida e Além da Ordem.
    “…é improvável que o elemento otimizador de sua vida, ao longo dela,seja estar sempre
    em busca da felicidade – que é uma emoção positiva do agora, mas não temos só o
    agora e, infelizmente, é preciso considerar o todo, pelo menos na medida do possível.
    O que pode ser considerado uma fonte realmente confiável de emoção positiva? A
    resposta é que as pessoas experimentam emoções positivas durante a busca de uma
    meta valiosa. Imagine que você tem um objetivo. Estabelece uma meta. Desenvolve
    uma estratégia em relação a este objetivo e, em seguida, a implementa. E, então à
    medida que a executa, percebe que está funcionando. É isso que produz a emoção
    positiva mais confiável. Imagine, que com o tempo, as atitudes e ações mais eficazes
    (em uma competição bem darwiniana – só os mais aptos sobrevivem) acabam por
    dominar todas as outras. E isso é verdadeiro tanto no contexto psicológico quanto no
    social. E ocorre em sua vida, mas ao longo dos séculos, à medida que as pessoas
    interagem e conversam, e elevam um determinado modo de ser ao status principal.”
    Nós da Qualitas acreditamos em Sistemas e nos esforçamos para torná-los cada vez
    melhores.
    E nos maravilhar com os resultados sendo colhidos por nossos Parceiros é o combustível
    (as emoções positivas confiáveis) que nos mantêm focados na melhoria contínua dos
    rebanhos.
    Quem tem foco tem Sistema.
    Que em 2023 nossos focos sejam no que realmente importa: em nós, nos nossos e nos
    que cruzarmos pelo caminho. Que aperfeiçoemos os nossos Sistemas.
    Forte abraço e inté!
    Por – Leonardo Nishimoto Souza

Autor

Leonardo Souza
Leonardo Souza
Médico Veterinário pela Universidade Federal de Goiás, especialista em Pecuária de Corte pelo Rehagro, sócio-diretor da Qualitas Melhoramento Genético, com 21 anos de atuação nas áreas de gestão, produção e melhoramento genético. O Programa Qualitas de Melhoramento Genético conta com mais de 40 fazendas, nos estados de GO, TO, RO, SP, PR, MG e MT e também na Bolívia, totalizando um rebanho de mais de 250.000 cabeças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale com nossos consultores